A Idéia mais Estúpida da Computação

Osvaldo Santana, o pythonista, postou no seu blog algumas “cagadas computacionais” que cometera. Lembrei-me de um causo interessante…

Meu primeiro emprego foi como servidor público, técnico administrativo na Universidade de Brasília. Era um emprego chato para mim, tecnocrata que sou, mas consegui escapar da chatice convencendo o pessoal a me deixar usar um Debian na minha máquina – na época, um Debian Etch, ainda em testes.

Em casa, eu já usava Debian, mas não tinha conexão com a Internet, de modo que fiquei preso ao Debian Woody, GNOME 1.8 etc. etc. No trabalho, porém, eu tinha uma ótima conexão, então atualizava freqüentemente o sistema operacional. Foi minha primeira experiência mais interativa com o APT: antes, só utilizava para instalar pacotes dos sete CDs do Woody que eu tinha gravado.

Depois de um bom tempo usando Debian, enfrento meu primeiro inferno de dependências. Bem feito, quem mandou misturar testing, unstable e até experimental, né? De qualquer forma, entrei em desespero, porque aquela era minha máquina de trabalho e tinha de funcionar. Bato a cabeça, reinstalo pacote, tiro repositório, dou apt-get update pra cá, apt-get dist-upgrade para lá mas nada se resolve…

No desespero daquela sexta feira, tomo uma decisão drástica: vou desinstalar o APT! Lá vamos nós digitar o inacreditável comando:

apt-get remove apt

O Debian não gostou muito… A mensagem que recebi foi algo como:

AVISO: Os pacotes essenciais a seguir serão removidos.
Isso NÃO deveria ser feito a menos que você saiba exatamente o que você está fazendo!
apt
Depois desta operação, 30,1MB de espaço em disco serão liberados.
Você está prestes a fazer algo potencialmente destrutivo.
Para continuar digite a frase 'Sim, faça o que eu digo!'
?]

Bem, é realmente uma mensagem assustadora. Qualquer pessoa perceberia que desinstalar o APT não era só aparentemente uma idéia sem sentido, era um absurdo estúpido! Mas eu não sou qualquer pessoa! Como sou brasileiro e não aprendo nunca, vou lá e digito:

Sim, faça o que eu digo!

Depois de todo o trabalho sujo feito, vamos tentar reinstalar o APT. Bem, vocês podem imaginar que não, não consegui fazer isso. Quando vi que a opção menos absurda seria recompilar o APT, desisti: fiz backup dos documentos e reinstalei o Debian.

Pelo menos saí do inferno de dependências🙂

Tags: , ,

2 Respostas to “A Idéia mais Estúpida da Computação”

  1. Bruno Tsubouchi Yporti Says:

    Devia ter lido o Debian Reference…🙂

    Bastaria descompactar o pacote e jogar o conteúdo em “/”. Depois dá até pra reinstalar ele novamente, de modo que fique gravado na lista de pacotes.

    Até.

  2. brandizzi Says:

    Verdade, Bruno… mas só fui aprender como os pacotes funcionavam alguns anos depois…

    Até!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: